No próximo verão, o Rio passará a contar com cinco estágios na escala de monitoramento, no lugar dos atuais três. A mudança foi anunciada nesta segunda-feira (18) pelo prefeito Marcelo Crivella e seu secretariado, como parte de um pacote de medidas para a alta estação — e suas chuvas.

O Centro de Operações Rio (COR) usa a escala para responder às condições meteorológicas e de mobilidade durante tempestades e eventos extraordinários. A previsão é implantar os novos níveis na semana que vem.

Como é a nova escala:

  1. Normalidade: sem chuva e ventos abaixo de 20 km/h;
  2. Mobilização: sem chuva, mas com imagens de radar indicando a possibilidade de pancadas dali a três horas, além de ventos entre 40 km/h e 49,9 km/h em duas estações climáticas do Alerta Rio ou em leituras seguidas em um mesmo ponto;
  3. Atenção: registros de chuva entre 10,1 mm e 24,9 mm em 15 minutos, além de ventos entre 60 km/h e 89,9 km/h em duas estações ou leituras seguidas;
  4. Alerta: chuva acumulada acima de 25 mm em 15 minutos e 60 mm em uma hora. E também por ventos acima de 90 km/h em duas estações ou em leituras seguidas;
  5. Crise: agravamento ou prolongamento do estágio de alerta e deve contar com a determinação do prefeito.

Por Carlos Brito, G1 Rio

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc