Como diz o verso da canção de Tim Maia: “Do leme ao pontal, não há nada igual”, e não há mesmo. O Rio de Janeiro possui 86km de praias que são o maior atrativo da cidade. Variando em tons de verdes e azuis, a orla do Rio é um show a parte, onde os cenários costeiros se conectam com as montanhas e o urbano em uma geografia digna de cartão postal.

Além do tradicional banho de mar e das opções de entretenimento nas areias, quem visita o Rio de Janeiro pode contemplar as belezas naturais da cidade de outro ângulo, mais privilegiado. As trilhas são uma maneira diferente de conhecer a cidade, se aventurar e se conectar com a natureza.  Ainda há o benefício de fazer uma atividade física em sintonia direta com as paisagens para quem escolhe explorar o Rio através das trilhas.

Para inspirar quem busca sair da rotina neste verão, listamos 5 trilhas com um visual incrível da cidade maravilhosa. A maioria são caminhadas leves, porém, para níveis mais pesados recomenda-se a contratação de um guia especializado. 

Pedra Bonita

A trilha da Pedra Bonita fica no Parque Nacional da Floresta da Tijuca, que é a maior floresta urbana do mundo. A entrada da trilha é por São Conrado, subindo a Estrada das Canoas. Para chegar ao topo são cerca de 30 minutos de caminhada leve, com poucos trechos íngremes. Do alto tem-se uma vista panorâmica da Zona Sul, Zona Oeste, da Pedra da Gávea, que é o maior bloco de pedra à beira mar, e da imensidão da orla carioca. A Pedra Bonita fica em frente à formação rochosa que deu fama à Pedra da Gávea, conhecida como a Cabeça do Imperador. Segundo a lenda, é o que resta da efígie do Rei Fenício, que teria tentado colonizar o Rio na antiguidade. Além disso, para os mais corajosos, os voos livres de asa delta e parapente são feitos do alto da pedra.

Morro Dois Irmãos

Já imaginou observar o Rio do topo de um dos cartões postais? A trilha do Morro Dois Irmãos, localizada entre os bairros do Leblon e São Conrado, proporciona essa experiência. Em uma caminhada de nível médio, que leva cerca de uma hora, é possível chegar ao topo do “irmão maior” e ter uma visão ampla de toda orla da Zona Sul, lagoa Rodrigo de Freitas e Cristo Redentor. O ponto de partida é no Vidigal, a entrada da trilha fica localizada ao lado do campo de futebol da Vila Olímpica da comunidade. Os transportes alternativos como kombi e moto-táxis fazem o percurso da Av. Niemeyer até a quadra.

Pedra do Telégrafo

Se a intenção é sair das paisagens óbvias e dos cartões postais clichês da cidade esse é o destino ideal. Localizada na Barra de Guaratiba, região da Zona Oeste, a trilha da Pedra do Telegrafo é considerada de nível médio e possui alguns trechos de subida íngreme. Lá do alto, o visual faz valer cada gota de suor: um horizonte onde o azul do mar se conecta com a cor do céu em cenário nada casual. É possível avistar as praias selvagens, as praias da zona oeste e a vegetação do Parque da Pedra Branca.  A trilha da Pedra do Telégrafo ficou famosa pelas fotografias de pessoas “penduradas” na pedra, que dão a impressão de estar à beira de um precipício. O início da caminhada é na escadaria da Igreja Nossa Senhora das Dores, em Barra de Guaratiba.

Pedra do Pontal

Um pouco mais modesta em relação a altitude, a Pedra do Pontal é a formação rochosa na Praia do Recreio lembrada na canção de Tim Maia. Acessível, a caminhada até o ponto mais alto tem cerca de 500m mas já é possível um visual amplo das praias antes do cume. Lá do alto tem-se uma visão das praias da Macumba, Recreio, Reserva e os prédios da zona oeste no horizonte. Localizada no posto 12, é a opção ideal para quem busca um cenário diferente sem fazer muito esforço.

Mirante do Caeté


O Mirante do Caeté é outra opção acessível sem muito esforço. A trilha começa no Parque Municipal Ecológico da Prainha, na Zona Oeste e para chegar ao topo leva-se em média 30 minutos. Do alto é possível avistar a Pedra do Pontal, Recreio dos Bandeirantes e Barra da Tijuca e a Pedra da Gávea bem ao fundo em dias mais claros. O percurso é leve, bem sinalizado e em meio à Mata Atlântica, o que proporciona sombra nos dias mais ensolarados.  O mirante fica no entorno da Prainha, Grumari, Recreio dos Bandeirantes e Praia da Macumba.

 

 

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc