Branco nas roupas, espumantes nas taças, 7 ondas puladas no mar, quiosques lotados e muitos fogos no céu. O Réveillon do Rio foi um verdadeiro sucesso. Foram 14 minutos de queima de fogos multicoloridos e com desenhos tridimensionais, disparados de 10 balsas, que encantaram cariocas e turistas do Brasil e de várias partes do mundo.

A maior festa da virada a céu aberto do mundo, segundo a Prefeitura, recebeu 2,9 milhões de pessoas na Praia de Copacabana e bateu o recorde de 1,7 milhão de turistas, sendo 80% nacionais e 20% estrangeiros, em toda a cidade.

Em pesquisa realizada pela Riotur com 1.312 turistas durante o Réveillon, no período entre 26 e 31 de dezembro, no posto de atendimento ao turista na Praia de Copacabana, foi constatado que entre os brasileiros, os visitantes de São Paulo lideraram a visita com 29,6%, seguidos de Goiás com 14,1% e Rio Grande do Sul com 12,5%. A pesquisa também avaliou a estadia na cidade que teve uma média de 8,7 em uma escala de 0 a 10.

Já quando o assunto são os turistas internacionais são, em sua maioria, oriundos da Argentina, Chile e Estados Unidos. Eles chegaram de avião (98%) e de navio (2%).  A escolha da hospedagem desses turistas foi hotel (62,1%), albergue (15,2%) e apart hotel/flat (13,6%). A avaliação da estada na cidade foi de 8,6, também em uma escala de 0 a 10.

O Réveillon teve 100% de ocupação hoteleira na noite da virada. Copacabana e Leme foram os bairros mais procurados, com 95% de quartos reservados. O dado é da última pesquisa do Sindicato dos Meios de Hospedagens do Município do Rio de Janeiro (SindHotéis Rio) realizada no dia 30 de dezembro. Na sequência vieram Ipanema, Leblon, Flamengo e Botafogo com 94%, além de Barra da Tijuca e Centro com 90% de ocupação.

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc