Com a proximidade do verão europeu, países como Portugal e Espanha estão desenvolvendo protocolos de retorno às praias. Assim como a Orla Rio, através do Projeto Recomeço, tem estudado maneiras de promover um retorno seguro e garantir o cumprimento das recomendações sanitárias, os países que já foram liberados da quarentena vivem o mesmo desafio.

Em Portugal, um aplicativo chamado “Info Praia” vai informar, em tempo real, a ocupação das praias. O objetivo é não ter aglomeração em praias cheias e que as pessoas ao consultarem o app, encontrem praias vazias. Na Espanha foi estipulado um horário restrito de visitação das praias com limite de apenas 4 horas de permanência, das 6h às 10h.

Por aqui, o que já se tem de concreto é a digitalização dos cardápios de todos os quiosques, que serão disponibilizados para os clientes em um aplicativo por meio de QR Code. O aplicativo, que já está sendo desenvolvido pela Orla Rio, também permitirá que o pagamento seja feito pelo celular, diminuindo ainda mais o contato entre as pessoas.

O Projeto Recomeço também tem buscado formas de orientar os operadores de quiosques na retomada das atividades, quando houver liberação da Prefeitura do Rio de Janeiro. Um cartilha contendo todos os “Protocolos de Retomada” desde as recomendações iniciais prioritárias até as novas rotinas de limpeza e segurança, será entregue aos operadores. Para garantir a segurança de todos, os quiosque só abrirão mediante ao cumprimento da cartilha.

Ainda está em estudo uma possível reorganização da disposição de mesas e espaço interno dos quiosques para assegurar o distanciamento de segurança. Assim como em Portugal, onde bares e restaurantes tiveram aumento na quantidade de higienização regular dos espaços e diminuição da capacidade de clientes, a tendência é que os quiosques sigam o mesmo caminho, com limpezas diárias intermitentes e redução de mesas e cadeiras.

Para a implementação das mudanças estruturais e funcionais nos estabelecimentos, o projeto conta com a consultoria da doutora Adélia Marçal, mestre em doenças infecciosas e especialista em dinâmicas de transmissão de doenças. Além disso, a comunicação nas redes sociais e no site é parte essencial dessas ações de retomada que tem como missão orientar operadores e banhistas quando a praia estiver liberada.

 

LEIA MAIS: Praias na Itália terão separação na areia. 

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc