Nesta quarta-feira, 27, é comemorado o Dia Nacional da Mata Atlântica. A celebração é uma referência a 27 de maio de 1560, quando o Padre Anchieta assinou a Carta de São Vicente, documento no qual descreveu, pela primeira vez, a biodiversidade das florestas tropicais nas Américas. A data foi criada com intuito de conscientizar a população, as autoridades e a iniciativa privada para a conservação dessa vegetação.

Originalmente, a Mata Atlântica ocupava mais de 1,3 milhões de km² em 17 estados do território brasileiro, estendendo-se por grande parte da costa do país, de norte a sul. Porém, devido à ocupação e atividades humanas na região, hoje restam cerca de 20% de sua cobertura original.

Mesmo assim, estima-se que existam na Mata Atlântica cerca de 20 mil espécies vegetais. Essa riqueza é maior até do que a diversidade total de alguns continentes. Em relação à fauna, o bioma* abriga, aproximadamente, 850 espécies de aves, 370 de anfíbios, 200 de répteis, 270 de mamíferos e 350 de peixes.

Dentro dessa biodiversidade tão rica encontramos a vegetação de restinga da Costa Atlântica. Ela caracteriza-se por ocorrer em áreas de solo arenoso variando desde uma vegetação arbustiva até florestas de porte mais baixo à medida que se afasta da orla marítima. A vegetação que encontramos nas praias da Zona Oeste é um exemplo.

Além de deixar o ambiente com um charme todo especial, essa vegetação de restinga tem o importante papel de fixar areia e dunas e impedir assim a erosão do solo de nossas praias. Pudemos comprovar esse fato na ressaca que atingiu o litoral carioca no mês de abril. Apesar de alguns quiosques terem sido impactados, a vegetação teve papel fundamental, amortecendo a força do mar e diminuindo assim os prejuízos.

Por isso, neste dia tão importante, esperamos que as autoridades sigam fiscalizando e coibindo o desmatamento, mas lembre-se: faça também a sua parte! Preserve a Mata Atlântica, nosso verdadeiro tesouro nacional.

*bioma: espaço geográfico cujas características específicas são definidas pelo clima, vegetação, solo, altitude, dentre outros critérios.

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc