Na primeira quinzena de maio, o governo da Grécia autorizou a abertura de 515 praias sob um protocolo rigoroso para garantir a segurança e evitar lotação. Após quase dois meses de confinamento, as novas regras de distanciamento são obrigatórias para a retomada das atividades econômicas. As praias ganham um olhar especial por conta da alta temporada e do impacto do setor de turismo no país. 

O governo grego emitiu um manual com todas as normas que direcionam a abertura e o funcionamento das praias. Cadeiras e passadiços devem ser desinfetados com regularidade ao longo do dia, não são permitidas mais de 40 pessoas por mil metros quadrados e os guarda-sóis devem estar a quatro metros de distância um do outro. Os toldos devem ser colocados a menos de um metro e todos os banhistas devem respeitar as marcações para permanecer na areia. 

As regras também se estendem aos clubes de praia, que podem ter as portas abertas mas sem música, bebidas alcoólicas ou qualquer evento que possa incentivar a interação social.

O manual também prevê a utilização de drones, que vão sobrevoar as praias com o objetivo de detectarem aglomeração e “zonas congestionadas” ou seja, áreas mais lotadas das praias. Ao mesmo tempo os equipamentos são usados para alertar os banhistas sobre a necessidade de manter a distância e respeitar a saúde pública.

A polícia e os guardas municipais, tem atuado para controlar a distância entre guarda-sóis e garantir o cumprimento das regras por parte dos banhistas, sob o risco de multas.

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc