Gelada ou quente? Com onda ou “piscininha”? Talvez nunca cheguemos a um consenso quanto a isso, mas se tem uma coisa que  todos os amantes de praia concordam é: água do mar boa é água do mar limpa. Muitas vezes ouvimos na televisão que determinada praia não está “própria para o banho”. Mas você sabe realmente como eles chegam a essa conclusão? Hoje vamos te explicar tudo!

Primeiramente, devemos entender a importância de saber como está a qualidade da água da praia. Lixo e esgoto lançados indevidamente no mar e o vazamento de óleo e outros produtos nos oceanos são só alguns fatores que contribuem para a poluição e a contaminação das águas marinhas. Para os banhistas, isso pode levar à ocorrência de inúmeras doenças.

Por isso, é importante saber se a praia que você frequenta está ou não própria para banho, daí surgiu o termo balneabilidade. Ele é utilizado para determinar as condições de banho de praias, rios e lagoas. Ou seja, se as águas estão próprias ou impróprias para atividades como natação, mergulho ou apenas para se refrescar.

No Estado do Rio de Janeiro, a avaliação da qualidade da água das praias é feita pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Ao longo de todo o ano são monitoradas 201 praias espalhadas por 22 municípios fluminenses com análise feita uma vez a cada 15 ou 30 dias. Já na cidade do Rio, nas praias da Zona Sul e da Zona Oeste a avaliação é feita duas vezes por semana.

Dessa forma, a coleta das amostras é feita onde o nível médio da água é de 1 metro, o que corresponde a mesma profundidade dos trechos em que a maioria dos banhistas se concentra. O material, então, é preservado a uma temperatura de 4°C e levadas para análise nos laboratórios do Inea e o que determina a balneabilidade é o nível de contaminação por bactérias de origem fecal. 

Para saber se a sua praia favorita apresenta condições ideias para o banho acesse: www.inea.rj.gov.br > Um Clique > Qualidadedas Praias.

A Orla Rio esclarece que durante o período de pandemia, as praias (areia e mar) não podem ser utilizadas até a liberação por parte do poder público. Por isso, se puder, fique em casa, e se a saudade da praia bater forte, que tal pedir um delicioso prato de um dos quiosques via delivery? São opções para todos os gostos e você pode saber mais clicando aqui.

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc