Segundo a definição clássica, vento é o ar em movimento. E esse movimento é responsável por uma série de fenômenos naturais. Pensando no nosso universo praia, o vento também exerce uma grande influência, além de ter bastante relevância. 

Por exemplo, ele age diretamente sobre o mar, deixando-o mexido ou calmo. Isso afeta a rotina de diversos esportes, como o surf e modalidades com vela. Além disso, também são impactados banhistas, comerciantes, etc. Assim, fica clara a importância de conhecer as diferentes classificações do vento, então, vamos a eles.

Intensidade 

O vento pode ser classificado de acordo com sua intensidade em quatro níveis. Calmaria é quando o vento praticamente não é sentido. O vento fraco já é possível ser sentido, ele possui uma velocidade que oscila entre 7 e 18 km/h.

O vento moderado é capaz de transportar poeira, folhas e alguns tipos de lixo no chão, além de pequenos galhos. Nesse caso, sua velocidade varia entre 19 e 35 km/h. Já o vento forte chega a uma velocidade entre 36 e 44 km/h, sendo capaz de mover os galhos mais fortes das árvores.

Quando a velocidade do vento supera os 45 km/h forma-se uma tempestade. Essa é a intensidade mais perigosa, pois pode gerar uma série de incidentes, como derrubar árvores, destelhar casas, queda na rede elétrica, etc. Os ventos precisam ter mais de 119 km/h para uma tempestade ser considerada um furacão.

Direção

Os ventos também podem ser classificados segundo a direção de onde sopram. Um vento norte sopra do norte para o sul, um vento leste sopra de leste para oeste e assim por diante. A direção do vento é, portanto, o ponto cardeal ou colateral de onde vem o vento. 

Dentre os instrumentos de medição do vento os três mais conhecidos são: catavento tipo wild, anemômetro de canecas e anemógrafo universal.

Origem

Outra classificação muito utilizada, principalmente para esportistas como surfistas, bodyboarders e velejadores, é a origem do vento. Ela pode ser maral e terral. 

O vento maral sopra da água para a terra e costuma ser mais “limpo” justamente por vir do mar. Muitos acreditam que esse é o vento mais seguro para os esportes no mar, porém é preciso cautela. Em qualquer situação de risco, o praticante é levado para a terra, em rota de colisão com quaisquer objetos, edificações e até pessoas que estejam na orla.

Já o vento terral é aquele que sopra da terra para a água. Ele costuma ser um vento mais “rajado” já que sopra da terra, onde há relevo, edificações e obstáculos. O terral costuma ser o vento mais temido, principalmente por velejadores, pois em qualquer situação emergencial e perda de controle, ele levará o praticante para alto mar.

Leia também:
Você sabe o que é a umidade relativa do ar?
Saiba como as tartarugas conseguem voltar para a praia em que nasceram
Você sabe o que é, e como se forma a ressaca?
Saiba como a Lua e o Sol influenciam as marés
Você sabe como se forma um Tsunami?
Você sabe o que são chuvas isoladas?
Você sabe o que é um ciclone?
Você sabe o porquê das nuvens de chuva serem negras?
Você sabe com surge o arco-íris?
Por que ouvimos o barulho do mar nas conchas?
Você sabe como se forma a areia da praia?
Você sabe o que é radiação ultravioleta?

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc