Uma pessoa tentando se equilibrar em uma fita presa a dois pontos fixos. Não, nós não estamos falando sobre malabaristas de um espetáculo circense, tampouco sobre recreação infantil. Na verdade, estamos nos referindo a um esporte que ganha cada dia mais praticantes. Hoje, nosso papo é sobre slackline.

Mas lembre-se: antes de começar a praticar qualquer atividade consulte seu médico, procure a orientação de um profissional de educação física e não esqueça o protetor solar. Recado dado então, vamos lá.

O slackline é uma atividade física executada em uma fita estreita e flexível de nylon ou de poliéster, presa em dois pontos fixos, onde são realizados movimentos em cima dela. Ele é um esporte considerado completo pois alia a resistência física, a consciência corporal e a concentração.

A modalidade também é conhecida como corda bamba por ter similaridades com cabo de aço utilizado por artistas circenses em suas apresentações. Além disso, sua prática contribui para aperfeiçoamento de outros esportes como a corrida, a escalada, o skate e o surf.

Apesar de ter sido criado na década de 1980, o slackline ficou desconhecido durante muitos anos no Brasil. A popularização do esporte deu-se a partir de 2010 nas praias brasileiras com surgimento de centros de treinamento e aprendizado.

Hoje, já é muito comum ver praticantes de slackline em praias cariocas, especialmente no Leme, Ipanema e Barra da Tijuca. 

Importante: a Orla Rio esclarece que todas as dicas postadas devem obedecer aos protocolos de segurança instituídos pelo poder público enquanto a pandemia de coronavírus não estiver contida. 

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc