Apesar das flexibilizações que liberam o acesso a alguns lugares como restaurantes, parques e calçadões das praias para atividades físicas, o uso da máscara no município do Rio de Janeiro continua sendo obrigatório, suscetível a multa nos casos de descumprimento. Para ajudar as pessoas com boas práticas no uso da máscara, a sanitarista da Orla Rio, Bruna Roberta deu algumas orientações no Boletim Diário desta terça-feira (14), confira: 

Tempo de uso

A recomendação é dar preferência para as máscaras de tecido, que são reutilizáveis e mais sustentáveis. Mas, independente do tipo de máscara, o uso deve ser no máximo durante três horas. Após esse tempo é necessário trocar por uma nova/limpa. De acordo com a sanitarista, o ideal é que ao longo do dia sejam feitas de 3 a 4 trocas. 

Descarte

No caso de máscaras reutilizáveis, após o tempo recomendado de uso, a orientação é guardá-las separadamente até que seja possível lavar. As máscaras descartáveis devem ser colocadas dentro de uma sacola e jogadas em uma lixeira. O descarte incorreto pode acarretar diversos prejuízos ao meio ambiente, além de provocar possíveis contaminações. 

Retirar para comer

Uma dúvida muito recorrente é sobre como consumir nos quiosques dada a obrigatoriedade da máscara. Os clientes devem permanecer de máscara até que a comida fique pronta e a recomendação é que a máscara seja guardada em local limpo. Caso ainda não tenham passado as três horas, a máscara pode voltar a ser utilizada após a refeição. É importante ter atenção à higienização das mãos antes de tocar a máscara e sempre que for colocar ou retirar utilize os elásticos laterais e coloque atrás da orelha.

Para assistir a íntegra do boletim diário desta terça-feira (14) no Facebook. 

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc