Esporte, dança, arte marcial, música, filosofia de vida e manifestação cultural. Além de possuir diversas definições, a capoeira é uma das atividades físicas mais bonitas para se acompanhar. Ela é um jogo de movimentos harmônicos, parecendo até coreografados. Ficou interessado(a) em saber mais? Então, vem com a gente! 

Mas lembre-se: antes de começar a praticar qualquer atividade consulte seu médico, procure a orientação de um profissional de educação física e não esqueça o protetor solar. Recado dado então, vamos lá. Pegue o seu berimbau e movimente-se!

A capoeira é uma expressão cultural caracterizada por seus movimentos ágeis e harmoniosos, em ritmo de música. Seus praticantes utilizam mais os movimentos com os pés e a cabeça e menos com as mãos. Existem vários estilos, sendo os três principais: capoeira Angola, capoeira regional e capoeira contemporânea.

O principal instrumento utilizado na capoeira é o berimbau. É ele que dita o ritmo e o estilo de jogo dando um som característico à atividade. O berimbau é basicamente constituído de um arame, um pedaço de pau e uma cabaça. Os ritmos podem ser bem variados dependendo do estilo que se deseja.

A prática da modalidade provoca o aumento da frequência cardíaca, o desenvolvimento muscular e a queima de gordura, além de gerar força muscular, flexibilidade e resistência física.

Origem e história

A capoeira surgiu no Brasil, como uma forma de resistência dos escravos trazidos da África na época colonial. Além de ser utilizada para defesa física, era uma forma de resguardar a identidade dos escravos africanos, principalmente porque ela se consolidou no Quilombo dos Palmares. 

Então, ela passou a ser vista como uma prática violenta. Por isso mesmo, a capoeira foi proibida por um longo período, precisamente até 1930, quando o mestre Bimba fez uma apresentação da luta para o então presidente Getúlio Vargas, que a transformou em esporte nacional brasileiro.

Atualmente, fala-se em “jogo de capoeira” ou em “roda de capoeira”, pois normalmente os movimentos são apenas simulações de ataque, defesa e esquiva entre dois capoeiristas. O objetivo do jogo é demonstrar superioridade em quesitos como a força, a habilidade, a autoconfiança e, sobretudo, através do gingado.

Importante: a Orla Rio esclarece que todas as dicas postadas devem obedecer aos protocolos de segurança instituídos pelo poder público enquanto a pandemia de coronavírus não estiver contida.

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc