Criada na década de 1960, essa modalidade esportiva é 100% carioca, e alia três paixões nacionais: futebol, praia e Sol. O resultado só poderia ser sucesso! Hoje nosso papo é sobre o futevôlei. 

Mas lembre-se: antes de começar a praticar qualquer atividade consulte seu médico, procure a orientação de um profissional de educação física e não esqueça o protetor solar. Recado dado então, vamos lá. Pegue sua bola e movimente-se!

O futevôlei é um esporte genuinamente carioca que começou a ganhar o coração dos frequentadores da praia no início dos anos de 1960. Ele foi um sucesso instantâneo, tornando-se febre nas areias em pouquíssimo tempo.

O próximo passo foi ganhar o mundo. O futevôlei foi “exportado”, então, para Estados Unidos, Europa e Ásia. Seus principais praticantes eram jogadores de futebol, figurinhas carimbadas nas redes em seus dias de folga.

De brincadeira e divertimento, hoje, o futevôlei já possui seus próprios atletas, competições nacionais e mundiais, além de premiações e federações do esporte. As regras do jogo são similares às do vôlei, mas usando pés, pernas e cabeça; como no futebol, vale tudo menos os braços, antebraços e as mãos. Os times podem ter até quatro atletas simultaneamente. 

O esporte traz uma série de benefícios aos seus praticantes como tonificação da musculatura, emagrecimento, auxilia a saúde cardiovascular, combate a perda óssea e muscular, além de manter os níveis de vitamina D em razão do Sol. 

Importante: a Orla Rio esclarece que todas as dicas postadas devem obedecer aos protocolos de segurança instituídos pelo poder público enquanto a pandemia de coronavírus não estiver contida. 

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc