No último domingo, 16, o prefeito Marcelo Crivella, além de prorrogar a quinta fase de flexibilização na cidade, afirmou ter desistido da ideia que iria dividir a areia em espaços delimitados a serem reservados por um aplicativo.

A decisão se deu pela repercussão negativa da população em relação à iniciativa. Na última semana, a Prefeitura havia revelado detalhes do projeto, como o custeamento feito via iniciativa privada na operação de montagem, desmontagem e produção das fitas para a demarcação da área.

A Prefeitura do Rio chegou a afirmar que 30% dos quadrantes seriam exclusivos para o agendamento por aplicativo. Contudo, a proposta virou motivo de críticas assim que foi anunciada. Com isso, o projeto está oficialmente cancelado.

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc