Hoje, em nosso passeio pela história da orla mais bonita do mundo, contaremos tudo sobre a avenida que é um verdadeiro sinônimo de praia: a Avenida Atlântica!

A Avenida Atlântica tem este nome por ser banhada pelo Oceano Atlântico. Mas antes de se chamar assim, ela  já se chamou Rua Bento Amaral, no seu trecho entre o Leme e a Rua Siqueira Campos. Ela foi projetada no governo do prefeito Pereira Passos e construída entre os anos de 1906 e 1908. Foi reconstruída em 1910, seguindo novos de expansão. 

Em 1912 o prefeito Bento Ribeiro determinou que a “Avenida Atlântica, pelos atrativos naturais que a cercam, deve constituir logradouro especialmente destinado a passeio, proibia o tráfego de veículos de cargas ou mercadorias e, bem assim, o de carros fúnebres, salvo aqueles que se destinarem a pontos nela situados”.

Calçadão de Copacabana: história e curiosidades

Em 1913, a Avenida Atlântica foi alargada. Em 1918, devido a uma grande ressaca na costa carioca, ela precisou ser reparada. Ela foi prolongada e restaurada na administração Paulo de Frontin, sendo esta reconstrução assinalada pelo lançamento de um marco de pedra, em 1919. 

Já em 1921 ela foi novamente melhorada e concertada num grande trecho pelo Prefeito Carlos Sampaio. Finalmente, em 1970, na administração Negrão de Lima, a Avenida Atlântica passou a ter a configuração mais próxima da que conhecemos hoje, inclusive, com a ampliação da faixa de areia da praia.

Leia também:
Orla na História: Copacabana Palace
Orla na História: Forte Duque de Caxias
Orla na História: Forte de Copacabana

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc