Dando continuidade ao nosso passeio pela histórica orla carioca, chegamos a um parque que serve como divisa entre os bairros de Ipanema e Leblon, na Zona Sul da cidade. Cheio de história e curiosidades, nosso papo de hoje é sobre o Jardim de Alah.

O Jardim de Alah ou Jardim de Alá é um canal que foi projetado com o objetivo de ligar a Lagoa Rodrigo de Freitas ao mar. Ele foi construído no início da década de 1920, visando renovar as águas da Lagoa e, com isso, torná-la mais salubre. O projeto também pretendia reduzir as enchentes que costumeiramente aconteciam na região. 

Em 1938, foi inaugurado o jardim ladeando o canal, baseado no projeto do paisagista Alfredo Agache para os jardins do Calabouço, os quais foram reinterpretados. O nome do parque, e consequentemente do canal, foi baseado no filme norte-americano “Jardim de Alá”, que fazia sucesso nos cinemas na época. 

Já nos anos de 1950 e 1960, era possível o aluguel de pedalinhos para se navegar pelo canal, sendo uma opção de lazer muito procurada por cariocas e turistas. Em 2003, o parque foi totalmente renovado pela Prefeitura, sendo reinaugurado em 20 de dezembro daquele ano. 

Hoje, o Jardim de Alah não conta mais com o mesmo charme do passado, mas ainda é frequentado, principalmente por donos de cachorros da vizinhança. Por lá também ainda pode ser visto um grupo que pratica tai chi chuan todas as manhãs. Além disso, os jardins ainda são utilizados para filmagens e em eventos esporádicos.

Leia também:
Orla na História: Hotel Nacional
Orla na História: Copacabana Palace
Orla na História: Forte Duque de Caxias
Orla na História: Forte de Copacabana

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc