Os restaurantes da cidade de Nova York poderão voltar a servir refeições em ambientes fechados a seus clientes, a partir de 30 de setembro, flexibilizando, assim, uma das últimas grandes limitações na “Grande Maçã”. Para isso, o governo local vai limitar a capacidade dos estabelecimentos a 25%.

Além disso, ainda haverá restrições como verificações de temperatura obrigatórias na entrada e será exigido que um membro de cada grupo de cliente forneça informações de contato para permitir o rastreamento caso haja um surto de Covid-19 a partir de um restaurante.

O Estado, que evitou reabrir restaurantes na cidade de Nova York devido a preocupações de que espalharia o novo coronavírus, pode aumentar a capacidade para 50% até a reavaliação marcada para o dia 1º de novembro, dependendo das taxas de infecção e disseminação do vírus.

Segundo o governador Andrew Cuomo, Nova York estabelecerá um sistema de denúncia por meio do qual os consumidores poderão denunciar anonimamente estabelecimentos que não cumprirem as obrigações definidas pelo poder público.

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc