O planeta Terra é formado aproximadamente por 70% de água. Desse total, mais de 97% está nos oceanos e mares. Lá, encontramos uma fauna e flora riquíssimas, com milhares de espécies, um verdadeiro tesouro mundial, mas eles também escondem diversos segredos.

Hoje, falaremos sobre uma formação geográfica presente apenas em águas tropicais: o atol.

Um atol é uma ilha oceânica em forma de anel com uma estrutura composta de corais e outros invertebra­dos. Seu in­terior abriga uma lagoa. Normalmente seu processo de criação começa por uma ilha vulcânica. Depois da explosão, a lava chega até o mar dando sustentação a uma estrutura de recifes costeiros que começa a se formar. 

Os recifes tendem a sair pela “boca” do vulcão buscando águas ricas em nutrientes. Aos poucos eles vão formando uma barreira em volta de todo o vulcão submerso. Às vezes um atol pode ser constituídos por várias ilhotas.

Só existem recifes de coral em águas tropicais porque tais organismos reproduzem-se apenas em águas quentes em um estreito limite de temperatura. A água também deve ser rasa já que o crescimento desses corais depende da associação com certas algas que necessitam da luz solar.

O Kiritimati ou ilha Christmas é uma ilha localizada no Oceano Pacífico. Ela é considerada o maior atol do mundo com 642 km² de superfície emersa. Outra curiosidade é que na parte do sul do Oceano Atlântico existe um único atol, o Atol das Rocas, que fica no litoral do Rio Grande do Norte.

Fiquem ligados para mais Segredos do Oceano!

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc