Desde o ano de 1971, todo dia 20 de novembro é celebrado o Dia da Consciência Negra, que tem como objetivo reforçar o sentimento de aclamação e aceitação das origens africanas na formação do povo brasileiro.

O termo “consciência negra” carrega em si muitos significados, entre o reconhecimento das raízes culturais e históricas do povo negro e seus antepassados. Também representa a identificação com a luta dos ancestrais africanos que desembarcaram no Brasil trazendo toda a cultura, costumes e tradições do seu povo, e que faz parte da construção da identidade do Brasil.

A data foi escolhida em razão da morte de um dos maiores líderes anti escravagistas do Brasil: Zumbi. E, para avançar nesta discussão é importante levar em conta que apesar da escravidão ter sido abolida, ainda há muita coisa a ser mudada em relação aos direitos da pessoa negra. O preconceito ainda existe e uma das formas de combatê-lo é discutindo e expondo as mazelas enraizadas no dia a dia da sociedade.

Uma lenda eternizada na história do país 

Palmares foi um dos maiores quilombos do Brasil, chegando a receber, em seu auge, cerca de 30 mil escravos que fugiam do trabalho desumano e das torturas vigentes na época. A região onde estava localizado pertencia à capitania de Pernambuco, hoje atual cidade de União dos Palmares, município de Alagoas.

Zumbi foi o último líder do quilombo e enfrentou a Coroa Portuguesa em defesa dos escravos.  No dia 20 de novembro de 1965, ele foi morto aos 40 anos por agentes do governo e partes do seu corpo foram expostas em praça pública, na cidade de Recife.

Para relembrar os feitos históricos e a luta pelos direitos dos negros, tornou-se obrigatório o ensino sobre a história e cultura afro-brasileiras nas escolas. Por meio de projetos e ações educativas são levantados temas relevantes como a luta dos negros no Brasil e seu papel na sociedade, cultura afro brasileira, identificação de etnias, discriminação, inserção do negro no mercado de trabalho, etc.

A lei que institui oficialmente a data no calendário de comemorações foi sancionada apenas em 2011, tornando-se feriado em mil municípios. No entanto, a data é considerada de “alta significação” comemorativa, mas não é tida como feriado nacional. Em 2013, foi apresentado um projeto de lei, que ainda está em tramitação na Câmara dos Deputados, sugerindo oficializar a data como feriado nacional.

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc