Como cantou Dorival Caymmi em sua homenagem à Iemanjá, dia 2 de fevereiro é dia de festa no mar! Embora a divindade seja cultuada em diferentes épocas do ano pelo Brasil conforme as tradições locais, é nesta data que ela recebe as reverências mais famosas.

Você sabia?

Na África, Iemanjá é divindade das águas doces, cultuada à beira do Rio Ogum. O culto de Iemanjá foi trazido para o Brasil pelos povos africanos de origem iorubá, em fins do século XVIII até quase metade do século XIX. Por aqui, o culto transferiu-se para o mar, visto que rios e cachoeiras foram atribuídos a Oxum

No Rio de Janeiro, há festejos em várias regiões da cidade, mas uma cerimônia se estabeleceu há mais de 20 anos, a chamada Festa de Iemanjá, no Arpoador. Em 2019, o evento chegou a reunir mais de 3 mil pessoas e ficou marcado pela utilização de flores e frutas entre as oferendas e até o barco que levava os presentes ao mar era feito de material orgânico, com o objetivo de diminuir o impacto ambiental. Stand up pedals também foram utilizados no envio das oferendas, que são jogadas no mar com objetivo de agradar a divindade e, segundo a tradição, caso sejam aceitas por Iemanjá, nunca mais serão vistas. 

Até chegar a versão mais atual de comemoração, o dia de Iemanjá passou por diversas transformações culturais e neste ano terá que ser adaptado por causa da pandemia. Mas lembre-se, não suje a praia, aproveite e comemore com responsabilidade. 

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc