Cezar Machado tem 31 anos, é de Belo Horizonte, Minas Gerais, e trabalha com Marketing Digital em uma empresa americana. Ele sempre foi ligado ao esporte, mais especificamente ao futebol, porém, tinha um sonho que estava a espera de ser realizado: surfar. Como sua cidade natal não tem praia, Cezar deslocou-se para o Rio de Janeiro e mudou sua rotina para correr atrás do sonho, e, nesta trajetória, redescobriu as belezas do planeta e se conectou com seu eu interior e com o meio ambiente. 

Tudo começou em 2019, quando Cezar viajou à Bahia e teve o primeiro contato com o surfe. De cara se apaixonou; tanto pelo esporte quanto pelo que o surfe proporcionou a ele: uma conexão intensa com a natureza. Após isso, o profissional de marketing começou a viajar de três em três meses para surfar na Bahia, mas, por ser uma logística custosa e complicada, escolheu um lugar mais próximo de casa e com características favoráveis ao surfe: o Rio de Janeiro. Foi aqui que Cezar conheceu o projeto que o ajudou a seguir seu sonho, o Burle Experience Club, que, além de ser uma escola de surfe, tem como objetivo desenvolver um estilo de vida e bem-estar. 

Foi um ano de ida e volta, de três em três meses, apenas para surfar nas praias do Rio com a equipe do Burle; até que, em outubro de 2020, Cezar teve um contato especial com o mar e decidiu que era aquilo que queria para sua vida. Com a possibilidade do home office, em decorrência da pandemia, o surfista escolheu permanentemente se mudar para o Rio, e oficializou a mudança em novembro de 2020. De acordo com ele, esta nova rotina com o esporte presente proporcionou resultados essenciais em sua vida.

O esporte, mais especificamente o surfe, me condicionou para uma vida melhor. Hoje eu durmo e me alimento melhor, cuido mais do meu corpo e da minha mente. Além disso, o meu trabalho exige muito do meu intelecto e da minha performance, então o surfe me ajudou a encarar os desafios e entregar melhores resultados. Eu penso que se eu enfrentei o mar em situações de perigo, quando chego na minha vida, fora do mar, é mais fácil, porque o medo ficou lá.” .

Cezar comentou que, ao olhar para trás, essa jornada parece uma loucura, mas foi toda movida pela paixão ao surfe, que mudou a forma como ele lidava com tudo. O surfista disse que esse esporte o conectou ao mar e aos milhares de seres vivos que lá vivem, e o fez enxergar verdadeiramente e de perto o planeta. Além disso, ele contou que essa experiência mudou o tratamento dele ao meio ambiente, e, com isso, passou a recolher o lixo da areia da praia, por exemplo, por conta própria. Para Cezar, o projeto Burle teve papel fundamental na conquista do seu sonho e a sua história pode servir de exemplo para outras pessoas correrem atrás do que querem. 

Quando eu comecei, eu mal entrava no mar, tinha dificuldades físicas e mentais, e o pessoal do Burle teve um cuidado especial comigo. Eu era o mineiro que queria surfar e eles entenderam minhas limitações e me ajudaram a conquistar meu sonho. Hoje, inspiro outras pessoas que querem surfar ou mudar de vida. Acredite nos seus sonhos. Pode parecer clichê, mas é isso.”, comenta orgulhoso.

Confira Cezar Machado no Instagram: @cezar.machado.m

Confira o projeto Burle Experience no Instagram: @burleexperience 

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc