Orla de Copacabana é o nome! Rua da praia mais famosa do mundo, a Avenida Atlântica é um espaço simbólico e já foi, e continua sendo, palco de várias e importantes manifestações. Ela foi o lugar da primeira Parada LGBT do Brasil, que ocorreu em 20 de junho de 1997. Desde então, as paradas em prol do direito das pessoas LGBTQIA+ continuaram a ocorrer no Rio de Janeiro, anualmente, no mesmo ponto de encontro: a orla de Copa. 

Tudo começou em 1995, quando a comunidade, na época ainda com a sigla LBGT, começou a dar os primeiros passos, até chegar ao que conhecemos de Parada LGBTQIA+. Nesse mesmo ano, no Rio de Janeiro, ocorreu a 17ª conferência da Associação Internacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Trans e Intersex (ILGA), que terminou com uma pequena marcha na praia de Copacabana. A manifestação na orla do Rio foi iniciada pelo Grupo Arco-Íris, que até hoje é responsável pela organização. 

Em 1997, com a primeira Marcha do Orgulho Gay no Rio de Janeiro e no Brasil, na orla de Copacabana, começou um dos capítulos da longa história da luta de diversos grupos pelos direitos e pelo respeito à comunidade LGBTQIA+. Nos anos seguintes até os dias atuais, a Parada ocorre não só no Rio, mas em todo o Brasil e o mundo. Cada ano, ela tem um assunto principal. A primeira teve como tema “Somos muitos, estamos em todas as profissões”; a de 2006, “Homofobia é Crime! Direitos Sexuais são Direitos Humanos” e a de 2015, “Eu nasci assim, eu cresci assim, vou ser sempre assim: respeitem-me”. 

A última Parada LGBTQIA+ ocorreu em 2019, já que, em 2020, foi adiada pela pandemia do coronavírus. A de 2019 ocorreu sob forte chuva, na orla de Copa, com o tema “Pela democracia, liberdade e direitos: ontem, hoje e sempre” e fez referência aos 40 anos deste movimento no Brasil. Nem a chuva dispersou os grupos que, por mais um ano, marcharam em favor da luta pela igualdade de direitos e pelo respeito dos LGBTQIA+ por parte das pessoas e do governo. 

Abrace a diversidade! Respeite o próximo. 

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc