Não que a pizza precise de um dia, mas 10 de julho o dia é todinho dela. Que ela é a queridinha da galera, a gente já sabe. O que nem todos sabem é como começou esta relação de amor. É uma história um pouco incerta, com alguns mistérios e, diferentemente do que muitos acreditam, teve início longe das terras italianas, há pelo menos 6 mil anos.

Os povos egípcios e hebreus foram os primeiros a misturar farinha e água, fazendo algo semelhante ao pão sírio. Os turcos também se tornaram adeptos à mistura e elaboraram uma cobertura com ingredientes variados, como iogurte e carne de carneiro. A massa só chegou na Itália, mais especificamente em Nápoles, durante o período das Cruzadas, mas lá é que foi criada a pizza da forma como a conhecemos hoje. 

A princípio, era considerada como alimento dos pobres do sul do país e os ingredientes eram alho, queijo e peixes. No século XVI, os tomates foram apresentados à culinária européia, vindos da América, e acrescentados à pizza por Dom Raffaele Espósito, o primeiro pizzaiolo da história, que usou as cores da bandeira italiana na iguaria, como forma de homenagem. 

No Brasil, a pizza chegou junto com os imigrantes italianos, que se instalaram em São Paulo, tornando bairros como Brás e Mooca redutos das colônias, com as famosas cantinas italianas. Somente a partir de 1950, que a pizza passou a ser disseminada no país, incorporando particularidades e tradições culinárias de cada região brasileira. Com massa grossa ou fininha, bordas recheadas ou não, a pizza consumida no Brasil tem sabores e formatos diversos. 

O Dia da Pizza foi escolhido em 1985, após um concurso estadual em São Paulo, que elegeria as 10 melhores receitas de mussarela e margherita. Empolgado com o sucesso do evento, o secretário de turismo da época, Caio Luis de Carvalho, escolheu a data de seu encerramento, 10 de julho, como data oficial de comemoração em todo território nacional.

Então, explicada a história, só tem uma maneira de comemorar esse dia: comendo pizza! 

Confira a nossa seleção que tem uma pitadinha de praia no sabor: 

Juanna’s
Com uma massa artesanal feita por um pizzaiolo próprio, o Juanna’s é uma das referências quando o assunto é pizza, em Copacabana. Aberto todos os dias das 8h às 23h, o quiosque oferece diversos sabores de pizza, mas a portuguesa é a mais pedida. 

Endereço: Av. Atlântica, entre as Ruas Figueiredo Magalhães e Siqueira Campos.

Axé Rio
Pizzas saborosas, feitas na hora, com três opções de recheio: mussarela, calabresa, marguerita. Aberto todos os dias das 9h às 23h, o quiosque Axé Rio fica localizado em Copacabana, e é mais uma alternativa na orla mais famosa do Rio.

Endereço: Av. Atlântica, em frente a Rua Figueiredo Magalhães.

Inka Restobar
O já conhecido quiosque peruano de Copacabana também tem deliciosas pizzas, com massa fina, caseira e de sabores variados. O Inka funciona das 9h às 22h, todos os dias.  

Endereço: Av. Atlântica, em frente a Rua. Figueiredo Magalhães.

Rainbow
O Rainbow também tem a pizza como queridinha e um dos destaques do cardápio. O quiosque oferece vários sabores dessa delícia que conquista o coração de quem experimenta. Aberto todos os dias, das 9h às 22h.

Endereço: Av. Atlântica, em frente ao Copacabana Palace.

Abracadabra
Famoso por pizzas com sabores que encantam a todos, o quiosque tem as tradicionais pizzas super recheadas, com massa artesanal e ingredientes frescos. A casa também oferece diversos e vários tamanhos de pizza, que são ideais para compartilhar. O Abracadabra fica aberto todos os dias, das 9h às 00h.  

Endereço: Av. Atlântica, em frente a Praça do Lido. 

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc