Nossos bairros são recheados de memórias. A história da Paróquia de São Conrado começou com o início das obras em 1914. Porém, só dois anos depois aconteceu sua inauguração em 1916.  A trajetória da paróquia se relaciona com o bairro homônimo, por ela estar presente nele e possuir grande participação na influência para escolha do nome do local.

Sua construção foi financiada com os recursos do Comendador Conrado Jacob de Niemeyer que escolheu para padroeiro São Conrado, por ser este nome uma constante através de gerações em sua família. O nome é muito popular na região em que nasceu no século 9, no Lago de Constance, fronteira da Alemanha com a Áustria e a Suíça. É a única igreja dedicada a ele no mundo.

A igrejinha, que acabou dando nome ao bairro, além de oficializar uma cerimônia religiosa uma ou duas vezes por mês, servia de ponto de encontro dos moradores e sitiantes da praia da Gávea e arredores, assim ganhando prestígio até os dias de hoje.. O projeto de arquitetura, feito por um engenheiro dinamarquês amigo de Conrado Niemeyer, caracterizava-se por ser modesto, simples e “sui generis”.

A paróquia  foi mantida durante muitos anos pelo legado de Conrado de Niemeyer e administrada pelos filhos. Após a morte destes, foi então doada à Mitra. Foi na época do Cardeal Dom Jaime de Barros Câmara que a Igreja de São Conrado tornou-se Paróquia, quando muitos moradores do bairro se mobilizaram para sua primeira restauração. Em 1996 foram concluídas as obras adicionais de reforma da antiga Igreja e de construção do Centro Comunitário, necessário para a continuidade dos trabalhos das pastorais da Igreja.

Fonte: Paróquia São Conrado 

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc