Nem só de praia vive o carioca, né? O Parque Lage, bem próximo ao Jardim Botânico, é um dos recantos mais encantadores do Rio de Janeiro. Além de abrigar a Escola de Artes Visuais, o local tem um jardim tropical maravilhoso com muitas atrações brinquedos infantis, aquário, lago, gruta, oca indígena, áreas de piquenique, cafés e eventos interessantíssimos

A história do local é de cinema Em 1920, a antiga fazenda é comprada pelo empresário Henrique Lage.Amante das artes, ele apaixona-se e casa-se com a cantora lírica italiana, Gabriela Besanzoni. Para agradar a artista, mandou construir uma réplica perfeita de um palazzo romano”, e reformula parte do projeto paisagístico.

Dois grandes portões se abrem a Rua Jardim Botânico n° 414, para os caminhos cercados de palmeiras imperiais que levam à mansão, projetada pelo arquiteto italiano Mario Vodrel.Os jardins que cercam a casa fazem parte do Parque Nacional da Tijuca São organizados de forma geométrica e o entorno compreende 52 hectares de floresta exuberante com variedade de espécies da Mata Atlântica, nas encostas do Maciço do Corcovado e ao lado do Jardim Botânico.O caráter eclético de sua arquitetura aliado ao estilo de vida de seus moradores refletiam o espírito de uma época, onde a vida social da cidade tinha lugar nos salões como o Palacete dos Lage. 

Deste período ainda encontram-se no Parque Lage algumas ruínas do antigo engenho de açúcar ali existente. Estes valores justificaram o tombamento da área verde e das construções arquitetônicas ao seu redor pelo IPHAN, no ano de 1957, como patrimônio paisagístico, ambiental e cultural.

O local abriga também o Lage Café que serve café da manhã completo todos os dias da semana.

Fonte: eavparquelage.rj.gov.br

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc