O Jardim Botânico do Rio de Janeiro vai promover a Semana do Sistema Costeiro-Marinho: o Jardim no Mar. Do dia 27 de março a 2 de abril, o público vai saber mais sobre esse mundo submerso, como ele interage com os ambientes costeiros e de que forma a ação humana impacta a vida nos oceanos e nesses ambientes, como ilhas e restingas. Um dos objetivos da exposição é mostrar que assim como as plantas na terra firme, as algas são fundamentais na formação dos vários ecossistemas marinhos, fornecendo oxigênio, além de alimento e abrigo para uma infinidade de espécies animais.

O evento vai ocorrer no Jardim Botânico do Rio de Janeiro e faz parte do programa JBRJ Nacional – Biomas, que tem por objetivo contribuir para a preservação dos biomas brasileiros por meio da conscientização ambiental, divulgação e disseminação do conhecimento.

Na programação, que vai de domingo a sábado, tem exposição com aquário, oficinas, e também jogos, visitas guiadas, peça teatral, distribuição de livros e o lançamento, pelo projeto Ilhas do Rio, da série de animação Marulhada, que terá sessões com rodas de discussão. A maior parte das atividades acontece no Museu do Meio Ambiente.

O evento também visa divulgar a Década do Oceano – de 2021 a 2030, instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) para unir esforços na conservação e promoção do uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos, com ações fundamentadas em conhecimento científico. O Jardim Botânico do Rio de Janeiro tem importante contribuição nessa área, realizando pesquisas oceânicas há quatro décadas.

Programação:

Exposição de imagens científicas e de organismos marinhos – com imagens e materiais relacionados às pesquisas em ciência oceânica desenvolvidas pelo JBRJ, a mostra é organizada por temas como: “Recifes da Foz do Amazonas”, “Banco dos Abrolhos: o maior complexo coralíneo do Atlântico Sul”, “Projeto Ilhas do Rio” e “Poluição no ambiente marinho”. Uma das atrações é um aquário de água salgada com 100 litros, onde poderão ser observados algas e rodolitos vivos.

– De 27/3 (domingo) a 2/4 (sábado), das 9h30 às 12h30 (segunda a sexta) e das 10h às 15h30 (domingo e sábado). Local: Museu do Meio Ambiente.

Escolas interessadas podem fazer visita guiada entre 28/3 e 1º/4 (segunda a sexta), das 10h à 12h30, sendo necessário agendar pelo email [email protected] ou telefones (21) 3874-1808 e 3874-1214.

Oficina de extração de produtos de algas – seja para alimentação, cosméticos ou medicamentos, as algas têm muitas utilidades conhecidas e ainda há muito a descobrir!

– De 27/3 (domingo) a 2/4 (sábado), das 9h30 às 12h30 (segunda a sexta) e das 10h às 15h30 (domingo e sábado).

Local: Museu do Meio Ambiente.

Jogos Educativos – o Serviço de Educação Ambiental – SEA oferece as atividades Jogo da memória do ambiente marinho e oficina “Aprendendo com o fundo do mar”, para crianças de 4 a 8 anos. Haverá distribuição de cartilha educativa com informações sobre o sistema costeiro-marinho.

– De 28/3 a 1/4 – (segunda a sexta), das 9h às 16h. Não é necessário agendar.

Local: Laboratório Didático do Museu do Meio Ambiente.

Peça de teatro  “A Batalha da Natureza” – o espetáculo aborda, de maneira lúdica, interativa e divertida, a importância da natureza em nossas vidas e o enorme desafio que estamos vivendo com a gestão do nosso próprio lixo. A platéia participa e aprende sobre o impacto do lixo no meio ambiente e como ele vai parar nas ilhas em pleno mar.

Haverá distribuição de livros infantis sobre o tema.

– Dias 27/3 (domingo) e 2/4 (sábado), às 10h e às 14h (duas sessões por dia).

Local: Museu do Meio Ambiente.

Lançamento da animação “Marulhada” – a série conta as aventuras de uma baleia jubarte adolescente em sua primeira viagem desde a região sub-Antártica até águas mais quentes, acompanhada de seus amigos: o polvo Mol, o cavalo-marinho Marinho e a fragata Fraga. A série faz parte das iniciativas de educomunicação do Projeto Ilhas do Rio para fortalecimento da cultura oceânica e conta com a parceria do JBRJ, inclusive no âmbito das pesquisas que realiza no Monumento Natural das Ilhas Cagarras (MONA Cagarras).

– Dia 27/3 (domingo), às 11h.

– Outras apresentações (com roda de discussão): 2/4 (sábado), às 11h e às 15h.

Local: Museu do Meio Ambiente

Visita guiada à Restinga do JBRJ

Esse é um canteiro diferente dos outros no Jardim Botânico: em vez de gramado tem muita, muita areia! São mais de 100 m3 de areia para receber as plantas de restinga, reproduzindo as condições de um dos ecossistemas mais ameaçados do Brasil, formado por vegetações costeiras existentes em quase 80% do litoral brasileiro. São áreas que se caracterizam pela influência marinha, o solo arenoso e a insolação direta, entre outros fatores.- De 27/3 a 2/4 (de domingo a sábado). Saídas: às 10h e às 14h.

Ponto de encontro Centro de Visitantes

Vagas: 20 pessoas por horário

Agendamento: 21 3874.1808/ 21 3874.1214 ou email [email protected]

Há cobrança de ingresso para entrada no Arboreto.

Distribuição de livros

Os visitantes poderão levar gratuitamente exemplares do livro “Restinga de Massambaba: vegetação, flora, propagação, usos” que estarão distribuídos em diferentes pontos no Canteiro da Restinga.

Dia 31/3 (quinta-feira), das 9h até terminar o estoque.

Serviço:

Semana do Sistema Costeiro-Marinho: O Jardim no Mar

De 27/3 (domingo) a 2/4/2022 (sábado).

Museu do Meio Ambiente – Jardim Botânico do Rio de Janeiro.

Rua Jardim Botânico, 1008.

Entrada gratuita para o Museu.

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc