O novo polo de cultura congolesa, que em breve chegará ao Parque Madureira, está prestes a receber o seu primeiro cardápio. E nesta quinta-feira, 07 de abril foi o momento de ajustar os últimos detalhes da gastronomia do quiosque, com a curadoria do chef João Diamante. Além do especialista, estiveram presentes no encontro, Djodjo Kabagambe, o consultor Kleber Mourão e a equipe da Orla Rio.

O chefe Diamante, que é jovem, negro e nordestino iniciou a reunião destacando o braistorming que ele mesmo montou especialmente para a criação desse processo. Ele conta que estar diretamente envolvido na criação do cardápio, é a oportunidade ideal para estudar sobre a África e entender mais sobre a sua própria ancestralidade. 

Essa aproximação do continente africano, é um resgate até pra mim, João, para eu entender melhor sobre toda essa origem. É a chance, o ganho que eu tenho de estudar mais sobre esse país e contribuir de alguma forma com o meu trabalho. Você conta a história de um povo através da cultura alimentar deles.”

João também comentou que o novo quiosque vai com certeza se tornar uma referência da cozinha congolesa no Rio, mas que é essencial pensar de forma comercial para que seja possível atender ambos os públicos. Diante disso, veio a ideia de mixar a culinária brasileira e a africana. 

O parque Madureira, local que vai abraçar o novo quiosque, já possui um público cativo, com a sua forma favorita de comer; lanches rápidos e a famosa cervejinha. João constatou que o ideal é que o carro chefe se concentre nos petiscos e que os mesmos também possam se adequar como prato predominante.

É necessário destacar  que a culinária dos países africanos é abundante em temperos, especiarias, diversidade de alimentos e de receitas. E é possível ter evidências dessa pluralidade das cozinhas africanas enraizadas aqui no Brasil, como; dendê, mandioca, pasta de amendoim, quiabo. “Muitas coisas que a gente come por aqui, tem raiz africana e a gente nem sabe.” Acrescentou Diamante.

Além de toda proposta de culinária, João Diamante também está responsável por alinhar os equipamentos necessários para a execução da cozinha. A família Kabagambe e todos envolvidos seguem com boas expectativas para que o negócio nasça com muito sucesso.

A Orla Rio reafirma o compromisso da realização do quiosque, que ficará   localizado próximo ao portão 1 do Parque Madureira. As obras já foram iniciadas e a previsão de entrega é de aproximadamente 60 dias.

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc