Conheça a origem do sotaque carioca

Você sabe de onde veio o charme do sotaque carioca? Quase toda nossa herança linguística vem de Portugal e de países Europeus. Historiadores relatam que, junto com a Família Real, chegaram ao Rio cerca de 15 mil portugueses, entre membros da corte e seus serviçais. Por isso, o sotaque carioca é considerado o mais próximo do português de Portugal.

A cidade do Rio de Janeiro foi sede da corte portuguesa entre os anos 1808 e 1821 e, deste período histórico, ainda restaram algumas características na fala. Tanto o sotaque fluminense quanto o português apresentam a tendência de reduzir as vogais “e” e “o” para “i” e “u” quando átonas, um ritmo acentual de fala (sílabas átonas de menor duração que as tônicas) e maior força das letras “s” e “z” em fim de sílaba (o característico chiado dos cariocas).

A França também teve forte influência no sotaque carioca, já que em meados do século XIX o Rio de Janeiro sofreu grande impacto dos costumes franceses. A letra R, que é forte no dialeto carioca, é proveniente da característica da fala francesa, que possui o “r” como forte sílaba na fala.

Os dialetos africanos falados pelos escravos também são outra forte influência sobre o sotaque carioca. É importante lembrar que os sotaques estão relacionados à forma coloquial da língua, ou seja, um jeito informal de empregá-la.

Os detalhes informais da fala, tais como as gírias, jargões e abreviações, em conjunto com a pronúncia, formam o que conhecemos por sotaque.

O sotaque carioca é o mais lindo do Brasil!

VOCÊ VAI GOSTAR DE VER TAMBÉM…

Domingo de experiências no Tia Augusta

Domingo de experiências no Tia Augusta

Há mais de 60 anos, um pequeno negócio nascia na Barra da Tijuca sob o vigor da  portuguesa Maria Augusta Ferreira que, naqueles tempos, nem podia imaginar a proporção que