O novo polo de cultura congolesa, que em breve chegará ao Parque Madureira, acaba de receber a sua primeira rede social. Nesta quarta-feira, 04 de abril, a equipe de comunicação da Orla Rio, representada por Fábio Neves, Carol Oliveira e Samara Teles, apresentou para a família Kabagambe, o perfil do Instagram, criado para caracterizar o quiosque em formato digital. O encontro aconteceu na sede da empresa e foi um sucesso.

Com o objetivo de tornar o espaço como principal referência do Congo, na cidade do Rio de Janeiro, a criação das redes sociais se faz extremamente essencial, uma vez que estar presente e ter uma boa atuação digital, são necessidades básicas para aumentar a visibilidade e a oportunidade de negócio. E com a criação do novo polo cultural não seria diferente.

De acordo com o coordenador de conteúdo da equipe de Comunicação, Fábio Neves, a estratégia foi estudada para poder contar a história do Congo através da ferramenta do Instagram. 

“Estou muito entusiasmado com o resultado desse estudo. Não há como imaginar o mundo de hoje sem as mídias sociais, não é mesmo? Pois é. Não há como negar que atualmente essa ferramenta representa um dos principais meios de comunicação para qualquer negócio. O Instagram do quiosque Moïse foi pensado com muito carinho e atenção, onde seja possível não somente divulgar o quiosque, mas também contar a história do país através deste perfil. Contem comigo para qualquer ajuda, estamos juntos.”, expressou Fábio. 

Entre as editorias apresentadas que farão parte do perfil do quiosque estão:

História e Geografia do Congo, culinária, arquitetura do polo cultural, músicas e artistas que representam o local e demais eventos. A Proposta foi recebida com êxito pela família Kabagambe e por toda equipe da OrlaRio.

Daniel Diowo, que é amigo da respectiva família e DjoDjo Kabagambe, expressaram boas expectativas e grande satisfação com o resultado.

O trabalho ficou muito bonito, gostei muito das cores e das imagens escolhidas, acho que o quiosque está bem representado, comentou Daniel.

Para Lostove Ivone, mãe do Moïse, a sua própria foto pode servir de conteúdo na construção da História do Congo, no perfil do instagram. Ela comentou que a moda representada por um lenço no cabelo, que ela faz uso, é nomeada como Liputa. A ideia foi bem recebida e será executada pela equipe. 

A rede social será monitorada inicialmente pela área de Comunicação da Orla Rio e  após a abertura do quiosque a conta será entregue aos familiares. Para conhecer o perfil do quiosque, acesse @quiosque.moise

https://www.instagram.com/quiosque.moise/

No próximo encontro, assuntos como uniforme, produtos e outros itens de abertura serão ajustados. A Orla Rio ressalta o seu compromisso na criação desta nova operação; quiosque Moise e mantém a previsão de abertura aproximadamente 60 dias.

Reunião Quiosque Moise

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc