O número de sistemas de energia solar instalados em telhados, fachadas e pequenos terrenos dobrou no estado do Rio de Janeiro nos últimos 12 meses, de  acordo com um mapeamento realizado pela Win, empresa distribuidora de equipamentos fotovoltaicos. Segundo o levantamento, o volume de conexões da geração própria de energia, a partir de fonte solar, no estado, passou de 27 mil para 57 mil entre os meses de maio de 2021 e 2022. Um crescimento de 114%.

Atualmente, o Rio de Janeiro possui mais de 420 megawatts (MW) de energia solar em operação nas residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos. Entre as classes de consumo do estado, o setor residencial possui a maior potência instalada, com 60% do total. Outros 30% atendem a consumidores comerciais.

O volume de investimentos acumulados também cresceu na região nos últimos 12 meses, segundo estimativa da Win, passando de R$ 1,3 bilhão para R$ 2,3 bilhões entre maio de 2021 e maio de 2022.

O Rio ocupa, atualmente, a oitava posição no ranking estadual de geração distribuída, divulgado pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). O estado fica atrás de Minas Gerais, que lidera, São Paulo, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Paraná, Santa Catarina e Goiás.

Projeto Sólis

O projeto Sólis é realizado pela Orla Rio e a Nextron e consiste em, até o fim de 2022, permitir que todos os quiosques serão abastecidos com energia renovável e limpa em parceria com uma Fazenda Solar. O objetivo é incentivar os quiosques a adotarem estratégias que agridam menos o meio ambiente e sejam mais rentáveis para o bolso do empreendedor. O projeto foi desenvolvido pela empresa Nextron e o campo de painéis solares deverá ser concluído até julho de 2022 em Vassouras, na região Centro-Sul do estado do Rio. 

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc