Com 9 projetos de energia eólica offshore em fase de licenciamento ambiental no Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA), o Estado do Rio de Janeiro pode se tornar um dos principais polos de geração deste tipo de energia no Brasil. Caso sejam aprovados, os projetos devem representar um quarto de todo o investimento nacional no setor, sendo que, nos próximos anos, o Rio pode atrair mais de US$ 85 bilhões em recursos.

Os projetos demonstram a importância da diversificação da matriz energética no Estado, bem como os benefícios por ela trazidos, especialmente no que diz respeito à geração de empregos.

O segmento é considerado fundamental, em todo o mundo, para a diversificação sustentável da matriz energética. Por suas características, o litoral fluminense oferece vantagem competitiva para o desenvolvimento do polo de energia eólica offshore, e também conta com uma cadeia de serviços já consolidada. 

Para quem não sabe o que é a energia eólica offshore, é uma forma de geração de energia por meio dos ventos que é obtida através da força do vento em alto-mar, onde o mesmo atinge uma maior velocidade sendo mais constante uma vez que não existem barreiras para a circulação.

Deixe um comentário

AIzaSyA5tPbYDErzSozNDJ4r7vcHSXTfKEz1oWc