Conheça a história do banho de mar no Rio de Janeiro

É quase impossível falar do Rio de Janeiro e não ter imediatamente a imagem dos tons azuis do mar que a envolve. A imagem da Cidade Maravilhosa está sempre associada às praias. Da mesma forma que não dá para pensar em praia sem pensar naquele mergulho refrescante, sobretudo nos dias de altas temperaturas. Mas, afinal, você sabe como começou o banho de mar nas praias do Rio de Janeiro?

Uma das teorias, talvez a mais inusitada, é de que tudo teria começado com Dom João VI, por volta de 1810, no período Joanino, época em que a família real portuguesa desembarcou no Brasil. E o primeiro mergulho não foi pela beleza da costa marítima, ainda pouco ou nada explorada, do Rio. Segundo a teoria, o banho de mar foi uma indicação médica para o monarca que estava com uma infecção causada por um carrapato. Semelhante ao que era recomendado por médicos em alguns locais da Europa, como na França e na Grã-Bretanha, onde as pessoas tomavam banhos no mar para curar doenças. A água salgada ajudava a tratar as feridas na pele.

O historiador Álvaro Silva contou na revista Aventuras na História que o traje de banho usado por dom João VI era um barril. A história conta que o monarca tinha medo dos caranguejos e só aceitou entrar na água com a condição de que apenas as suas pernas fossem molhadas. A “roupa” tinha o fundo tapado e um pequeno buraco na lateral por onde a água entrava.

Acredita-se que depois de Dom João, a moda pegou na cidade do Rio de Janeiro e no restante do Brasil. A crescente adesão do público geral impulsionou, em 1906, a abertura do Túnel Novo, um caminho para os banhos em Copacabana e outras praias na ainda isolada orla das zonas Sul e Oeste do Rio, uma vez que as praias do centro eram sujas.

A prática de esportes aquáticos, como a regata, contribuíram para a popularização do banho de mar no Rio de Janeiro. Em 1917, o prefeito carioca Amaro de Brito regulamentou horários para a atividade, em virtude da preocupação com a falta de pudor nas praias. Quem descumprisse a lei era punido com multa e cinco dias de cadeia.

O biquíni foi inventado em 1946 pelo o francês Louis Reard e chegou ao Brasil em 1961, quando foi proibido pelo presidente Jânio Quadros. A proibição foi superada com o tempo e com passar das décadas foram sendo um símbolo de moda e comportamento nas praias cariocas. Atualmente, os banhos de mar fazem parte da rotina de cariocas e são praticamente obrigatórios para quem visita o Rio de Janeiro.

Fonte: Aventuras na História

VOCÊ VAI GOSTAR DE VER TAMBÉM…

Almoço de quinta é no Solaris

Almoço de quinta é no Solaris

Nesta quinta de sol, experimente o Solaris. Lá você encontra um atendimento de primeira, ótimas opções gastronômicas, drink diferenciados e, lógico, um visual incrível. Porém, nossa indicação de hoje ...