Confira os detalhes sobre Rock in Rio 2022

A nona edição do Rock in Rio na cidade maravilhosa começa no dia 2 de setembro. Serão sete dias de shows na Cidade do Rock, que fica localizada na Zona Oeste do Rio.

Abaixo, compilamos as principais dúvidas sobre a programação, mobilidade, regras e alimentação para você não ficar confuso na hora de curtir um dos maiores festivais de música do planeta.

Ingressos serão no celular

Esqueça os papéis, cartões magnéticos ou pulseiras com chip. Este ano, o ingresso será 100% digital e deverá ser apresentado nas catracas somente pelo celular.

E não se trata de baixar um PDF e exibi-lo na roleta, ou fotografar a compra concluída: é necessário adicionar o bilhete a uma carteira digital, como a do Google — qualquer outra forma não será aceita.

O processo tem que ser feito inteiramente no celular — não adianta abrir no computador.

Como baixar meu ingresso?

Primeiro, no navegador mobile, acesse a Ingresso.com. Na opção Rock in Rio, siga as instruções para preencher um pré-formulário curto (com seu nome e seu CPF) e, então, adicionar o tíquete no dispositivo.

Como transferir meu ingresso?

Quem comprou um ingresso para alguém precisa, também pelo celular, indicar a transferência. O destinatário deve ter uma conta na Ingresso.com e uma carteira digital. Basta o comprador informar o e-mail do acompanhante — o mesmo registrado na plataforma.

Não haverá opção de transferência virtual no dia do show. O download está disponível até as 23h59 do dia anterior à data escolhida.

Previsão do tempo

Vai chover?

Até a última atualização desta reportagem, a Climatempo previa chuva somente para a segunda semana do festival, nos dias 8 e 11.

Posso levar guarda-chuva?

Não, e quem insistir será barrado e obrigado a deixar o acessório na porta.

Programação

Confira o resumo da programação feita pelo G1:

Onde fica o Rock in Rio?

O festival está montado no Parque Olímpico da Barra, na Avenida Embaixador Abelardo Bueno. Veja as opções de transporte abaixo.

A que horas os portões abrem?

O público poderá entrar às 14h. A música já começa a rolar nos espaços e vai até as 4h.

Até que horas posso entrar?

Os portões fecham à 1h.

Como chegar

O melhor jeito de chegar à Cidade do Rock é de ônibus. Há duas modalidades: o Rock Express e o Primeira Classe.

Qual a diferença do Rock Express para o Primeira Classe?

O Rock Express sai dos terminais Jardim Oceânico (onde há conexão com o metrô) e Alvorada (de onde saem linhas do BRT). Os ônibus vão pelas calhas do BRT, fugindo do trânsito.

Já o Primeira Classe sai de diferentes pontos do RJ com destino a um terminal dentro da Cidade do Rock.

Veja mais detalhes:

Rock Express

Ônibus comuns vão circular das 12h às 5h ligando o Jardim Oceânico e o Alvorada à Estação Parque Olímpico.

O ingresso custa R$ 22, ida e volta — independentemente se a pessoa pegar apenas um dos trechos.

A compra é feita pela internet.

Primeira Classe

O bilhete custa R$ 125, ida e volta, e deixa dentro da Cidade do Rock. As linhas partem de 17 pontos da cidade maravilhosa.

Posso ir de carro?

O festival recomenda pegar o transporte público e os ônibus especiais.

Ruas próximas à Cidade do Rock ficarão fechadas das 14h às 6h nos dias de shows, e somente moradores poderão passar pelos pontos de bloqueio — o cadastramento já se encerrou.

A Avenida Embaixador Abelardo Bueno, onde fica o portão da Cidade do Rock, por exemplo, estará interditada entre as avenidas Salvador Allende e Arroio Pavuna. Vias internas, como a Aroazes, a Franz Weissman e a Francisco de Paula também serão fechadas.

Apesar disso, será possível estacionar no Shopping Metropolitano Barra, cuja entrada fica antes das barreiras, e caminhar 2 km.

Outra opção de estacionamento é o Indigo do Riocentro, a 1 km da Cidade do Rock, com tarifa fixa de R$ 60 para carros e R$ 300 para ônibus. Para chegar lá, é necessário dar a volta pela Avenida Salvador Allende.

O espaço vai funcionar todos os dias do evento, a partir das 14h. O acesso para automóveis será pelo Portão G (Rua Olof Palme), e, para coletivos, pelo Portão IA (Rua Abrahão Jabour).

Posso ir de metrô?

Sim, mas será necessário fazer baldeação. A Estação Jardim Oceânico, que faz a integração com o serviço especial Rock Express, ficará aberta 24 horas para embarque. As demais estações do sistema funcionarão em seu horário normal para embarque e, durante a madrugada, seguirão abertas, mas somente para desembarque.

Nos dias úteis, os trens das linhas 1 e 4 farão trajeto entre Uruguai e Jardim Oceânico, com transferência entre as linhas 1 e 2 nas estações do trecho compartilhado (Botafogo – Central) durante o horário regular do festival.

As composições da Linha 2 farão o trajeto entre Pavuna e Botafogo, das 5h às 23h59, com transferência no trecho compartilhado entre Botafogo e Central. Porém, durante as madrugadas, entre 0h e 5h, após a operação regular, a transferência será feita no Estácio.

Já aos sábados e domingos, a transferência de todas as linhas será obrigatória na Estação Estácio.

A concessionária sugere que os clientes antecipem a compra do bilhete, que custa R$ 6,50 por trecho, para facilitar o embarque na hora do evento, no site giro.metrorio.com.br/ ou aplicativo do GIRO, nas estações, ou que paguem suas passagens por aproximação com cartões ou dispositivos habilitados com tecnologia NFC, direto na catraca na hora do embarque, ou com o Riocard.

O que comer e beber:

Posso levar comida de casa?

Sim, mas há restrições. Cada pessoa pode entrar com cinco itens. A organização recomenda levar sanduíches em sacos plásticos lacrados – ziplocks – ou pacotes de alimentos industrializados fechados.

Potes rígidos, como tupperwares, estão vetados.

Posso levar isopor?

Não.

Posso levar bebidas?

Não, mas é permitido levar uma garrafinha sem tampa para encher de água nos bebedouros espalhados pela Cidade do Rock.

Aproveite o Rock in Rio 2022!

VOCÊ VAI GOSTAR DE VER TAMBÉM…