Dia do capoeirista: expressão cultural ensina sobre arte e respeito.

Considerada patrimônio cultural carioca desde março de 2022, conforme o projeto de lei, criado pelo Vereador Marcelo Arar, os adeptos da capoeira também ganharam o seu próprio dia no calendário oficial da cidade. Nesta quarta-feira, 03 de agosto é comemorado em todo o Brasil, o dia do capoeirista. Dentre as várias ramificações que a capoeira carrega em si, o respeito, a transparência e a fidelidade entre a relação aluno e professor são fundamentais.

Além de cuidar do corpo e da mente, a capoeira também tem como filosofia a magnitude de ensinar a conviver em sociedade, ter disciplina e respeitar as pessoas. O que faz do capoeirista um aprendiz necessário no coletivo.

De acordo com o grupo de capoeira, Senzala, que atualmente se espalha em unidades pelo país, o processo de conscientização do povo está ligado à questão do resgate de sua identidade cultural, sendo portanto imprescindível o conhecimento de nossas raízes. E a capoeira traz em sua essência elementos que poderão nos dar instrumentos para a obtenção desse ensinamento. Para você que pretende praticar a arte, já vai anotando os princípios que um capoeirista não pode deixar de ter:

Respeitar o mestre acima de tudo e guardar sua disciplina durante os treinos;

Sempre manter a vigilância de forma permanente em todo o ambiente;

Jamais perca de vista os movimentos do seu parceiro

Mantenha sempre a calma durante toda e qualquer situação;

Zelar pela segurança de todos os companheiros de treino;

Jamais utilizar os conhecimentos que foram adquiridos na roda em brincadeiras ou possíveis agressões na rua;

Sempre obedecer ao comando do berimbau durante a prática capoeirista;

Praticar todos os dias os movimentos que já foram apreendidos ao longo dos treinos;

Não se afastar ou virar de costas para o seu parceiro.

Mas lembre-se: antes de começar a praticar qualquer atividade consulte seu médico, procure a orientação de um profissional de educação física e não esqueça o protetor solar. Recado dado então, vamos lá. Pegue o seu berimbau e partiu! 

“Se o aluno soubesse o quão é importante a palavra valorizar e o profundo sentido dela, a capoeira seria mais bem representada e mais bem vista pela sociedade, pois se fizermos o básico quanto alunos da arte, estaremos contribuindo para sua evolução.”

Instrutor Heitor – Capoeira Besouro Guapimirim-RJ

VOCÊ VAI GOSTAR DE VER TAMBÉM…

Domingo de experiências no Tia Augusta

Domingo de experiências no Tia Augusta

Há mais de 60 anos, um pequeno negócio nascia na Barra da Tijuca sob o vigor da  portuguesa Maria Augusta Ferreira que, naqueles tempos, nem podia imaginar a proporção que