Rio possui alta quantidade de micro plásticos no litoral

Rio possui alta quantidade de micro plásticos no litoral

Um estudo realizado por pesquisadores da UFRJ, UNIRIO e UERJ apontou que existe uma alta quantidade de micro plásticos, considerado um dos principais poluentes do oceano, nas praias que compõem o litoral do Rio de Janeiro. Micro plásticos são pequenos pedaços de plásticos que podem apresentar um tamanho de 5mm ou atingi-lo por meio da degradação.

Um de seus maiores problemas é o impacto ambiental, já que muitos animais aquáticos fazem a ingestão do microplástico, o que pode levá-los à asfixia. Quando não causa asfixia, a ingestão desses plásticos leva a lesões em órgãos internos e ao bloqueio do trato gastrointestinal. Os microplásticos alteram a composição dos mares e prejudicam todo o ecossistema.

Essas pequenas partículas podem estar presentes em roupas, esfoliantes, sabonetes e cremes dentais.

Um levantamento, feito em parceria com a Comlurb, mostrou que, contrariando o que muita gente acha, o lixo encontrado nas praias do Rio não é trazido pelo mar, e sim pelas bolsas e isopores de banhistas. De acordo com a companhia de limpeza urbana, na Praia de Copacabana:

Antes da pandemia — foram coletadas entre 80 a 82 mil toneladas de lixo das areias

Isolamento total — foram coletadas 20 mil toneladas de lixo das areias

Restrição parcial — Foram coletadas 35 mil toneladas de lixo das areias

VOCÊ VAI GOSTAR DE VER TAMBÉM…