Rio será pioneiro na compra de energia renovável 

Rio será pioneiro na compra de energia renovável 

Em uma ação inédita, que privilegia a adoção de fontes limpas e renováveis como alternativa ao abastecimento por hidrelétricas, a Prefeitura do Rio vai comprar energia no livre mercado. Ou seja, sem intermediação de concessionária. A medida é um projeto da Secretaria Municipal de Fazenda e Planejamento, com foco no uso das energias eólica e solar, e será aplicada no abastecimento do Centro Administrativo São Sebastião (Cass), na Cidade Nova.

A expectativa de economia é de R$ 4,5 milhões ao ano nas contas públicas.

O abastecimento de energia verde será viabilizado por um pregão lançado nesta sexta-feira, (11), para compra direta com as geradoras, pelo período de 60 meses. A iniciativa permitirá que a Prefeitura aumente o leque de opções para esse tipo de negociação. Existem atualmente no mercado cerca de 490 empresas comercializadoras varejistas, com preços que podem levar à redução de 41% na tarifa atual.

O projeto é destaque nesta sexta-feira na programação da segunda edição do Rio Innovation Week (RIW), no painel “Eficiência Energética: primeira prefeitura a comprar energia limpa”. O evento de tecnologia, inovação e negócios acontece no Píer Mauá, no Centro do Rio.

De acordo com a subsecretária de Gente e Gestão Compartilhada da SMFP, Roberta Guimarães, o objetivo é ampliar o projeto piloto para todas as estruturas do município, como hospitais, escolas e empresas públicas.

VOCÊ VAI GOSTAR DE VER TAMBÉM…

Domingo de experiências no Tia Augusta

Domingo de experiências no Tia Augusta

Há mais de 60 anos, um pequeno negócio nascia na Barra da Tijuca sob o vigor da  portuguesa Maria Augusta Ferreira que, naqueles tempos, nem podia imaginar a proporção que