Mutirão retira milhares de restos de cigarros do Leme

2022 é o ano da sustentabilidade na orla do Rio

Intitulada de ”Revolução das Bitucas”, a ação, iniciativa do ambientalista e ex-secretário municipal de Meio Ambiente Bernardo Egas, retirou milhares de guimbas de cigarros da areia em pouco mais de uma hora, além de garrafas plásticas, latas e lacres de alumínio, tampas de garrafas, canudos, copos descartáveis, garrafas de vidro e sacolas plásticas.

O mutirão de limpeza – com apoio das ONGs Route, que trabalha pelo engajamento da população, Mude, que promove atividades físicas ao ar livre, e Orla Rio, Concessionária responsável pelos quiosques e postos de salvamento da orla carioca, estimula ações para neutralizar impactos do consumo junto à natureza. Durante a manhã, os voluntários que compareceram ao Leme participaram também de aula de yoga, atividades recreativas, especialmente voltadas para crianças, e até exposição de arte feita com diversos tipos de resíduos.

A preocupação dos amantes da natureza não é para menos. Um estudo inédito, realizado em 2020 pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), revelou que os banhistas que frequentam as praias no país dividem espaço, em média, a cada trecho de 8km, com mais de 200 mil bitucas de cigarro; 15 mil lacres, tampas e anéis de lata; 150 mil fragmentos de plásticos diversos; 7 mil palitos de sorvete e churrasco; e 19 mil hastes plásticas de pirulitos e cotonetes.

Fonte: Diário do Rio com adaptações

VOCÊ VAI GOSTAR DE VER TAMBÉM…