Orla na História: Quebra-mar

A cidade maravilhosa é conhecida pelos diversos pontos turísticos e por toda a história que rodeia esses lugares tão importantes para a nossa cidade. O Quebra-mar, que fica na Barra da Tijuca, é um local que foi construído com objetivo de agregar na manutenção da biodiversidade local. A estrutura de concreto e pedras foi construída também para proteger a costa das oscilações da maré, das fortes ressacas e facilitar a entrada de embarcações no canal da Joatinga.

O quebra-mar da Barra foi construído em 1944 pelo então ministro da Viação e Obras Públicas, João de Mendonça Lima. A obra durou cerca de 2 anos e fazia parte do departamento de saneamento básico.

E por que o nome “Quebra Mar”? Esse é o nome dado às estruturas costeiras que têm o objetivo de proteger a costa ou um porto da ação das ondas do mar. Essa estrutura se dispõe transversalmente em relação à costa e tem como função a retenção de sedimentos. Desta forma, impede a erosão costeira. Muito se confunde sobre o quebra-mar, dique e molhe. Um quebra-mar possui as duas extremidades dentro d’água, enquanto que um dique possui sempre as duas pontas na terra. Já o molhe possui uma extremidade em terra e outra no mar. Apesar desta clara distinção, é muito comum entre leigos a confusão dos termos.

Para quem ainda não conhece, o local fica no canto esquerdo da Praia da Pepê, no finalzinho de quem chega da Barra e no início para quem chega pela zona sul. Com aproximadamente 50 metros de extensão, o quebra-mar é uma excelente opção de caminhada, para relaxar apreciando o mar, ou simplesmente curtir a brisa e registrar o visual incrível do canal da Joatinga, da orla da Barra e da Pedra da Gávea, ao fundo. 

Para os que preferem uma experiência gastronômica, são diversos quiosques que possuem várias opções para quem ama aproveitar com a família e os amigos com uma vista deslumbrante.

Aproveite as belezas do quebra-mar da Barra!

*As fotos são do Arquivo Nacional

VOCÊ VAI GOSTAR DE VER TAMBÉM…